04/01/2015

OS SUPORTARES


 
suporto te suportares
sobre os pés que removem
a lavra de tantos suportares
suporto pessoas que suportam
esse fardo de carne e sangue
sobre os cavalos do mundo
suporto palavras para ler essa lida
e esgoelo o que te suporta
o dorso negro luzidio da vida
suporto tuas portas de vigília e medo
abrirem bocas blasfemas
a te quererem fome e fêmea
suporto te suportar nesses dias
de garras dissimuladas à espera
de quem suporta lamber as patas
de sua própria fera
suporto febres e cios de mãos
arrancadas ao inesperado
quando suportas sedes e frios
de amores planejados
te suporto para me suportar
outros suportares

 
Postar um comentário