07/01/2016

EU DIFUSO



o tempo seus dedos e fusos
faz sabedor um eu difuso
de todas as certezas a mais crua
comida nas fartas fomes da vida
que o ser medroso regurgita
para não saber o sabor da desdita
Postar um comentário