08/03/2016

MAIS GENTE


estás mais gente
já és teu celular
teus relógios
tua roupa de grife
tens a melhor parte do bife
tudo do mais desejável
para se ser mais gente
estás mais aderente
à mobília, aos carros
és o melhor da família
tua alma deixou o barro
reinventou-se no plástico
te elevou ao mais ático
dos seres superiores
provaste outros sabores
as cores de outras gentes
andaste pelos mundos sãos
saíste do fundo do coração
e agora caíste nas redes
a mostrar o branco dos dentes
inegável, estás mais gente

 

CORPO APOUCO


meu corpo não compreende
outro corpo que se estende
na via pública, no leito de morte,
por isso quer entrar e sair do teu
como num breve himeneu;
assim incorpora-se a um corpo
que se contorce e transcende
para entender como o corpo
se apouca dentro de outro

01/03/2016

GOTA SERENA

serena a gota de ser
que te condena 

a gota de poema
que te envenena 

e nada mais serena
a gota de vida venera

SÓS



alegre e grave
o dia 

solitário sol
na praça vazia 

breve o dia
em que a solidão 

não terá mais
companhia