21/05/2016

CANTIGA PARA NINAR A CIDADE DO HOMEM




dorme dormes o homem
na ordem da cidade
que o ordenha e morde

argueiro orbitário
no olho da rua
onde putas pululam
sem pulôver nem love

dorme durma o homem
no ubre da cidade
que o desmama e cobre

tua sombra óssea de humano
nessa sordidez de pasto e bosta
Postar um comentário