22/07/2016

SOBRE UM FUNDO PRETO


não sendo todo nem parte, oco de ti
faço-me meu próprio recheio
palavra e corpo apenas me estampam
sobre um fundo preto;
inevitável aclaro as razões
que teus olhos ilusionam
e permaneço com o tosco azo
despedaçando em outro caos
a maravilha de não ter cor
na negrura que me substancia
sobre um fundo preto
Postar um comentário