30/03/2017

NIMBO



mesmo que seja por receio
de manchar o teu nimbo
fervo por dentro e te lambo
os dentes da alma que te tranca
e por puro respeito arrombo
a pesada porta que comportas;
se assim profano tua casta
há de ser engano esse tal paraíso
pois o acaso nos legará ao limbo

Postar um comentário